07-10-2006 às 06:00

MIT: Acordo prevê financiamento de 32 M€ em cinco anos

O acordo do Governo português com o Massachusetts Institute of Technology (MIT), a assinar quarta-feira, envolve um financiamento público global de 32 milhões de euros às instituições nacionais abrangidas pelo Programa MIT Portugal.

No primeiro dos cinco anos do programa o financiamento público às instituições nacionais ronda os 4,5 milhões de euros, subindo para mais de 6,1 milhões de euros no segundo ano, 6,9 milhões de euros no terceiro, 7,1 milhões de euros no quarto e 7,2 milhões de euros no quinto ano de execução.

O Programa MIT Portugal envolve quatro áreas temáticas: Engenharia de Concepção e Sistemas Avançados, Sistemas de Energia, Sistemas de Transportes e Sistemas de Bioengenharia.

No total dos cinco anos de programa, a maior fatia de financiamento será aplicada na área dos Sistemas de Bioengenharia (8,8 milhões de euros), seguida da Engenharia de Concepção e Sistemas Avançados de produção (sete milhões), dos Sistemas de Energia (6,5 milhões de euros) e Sistemas de Transportes (5,7 milhões de euros). Na Integração de Sistemas serão aplicados 3,9 milhões de euros.

O acordo de cooperação com o instituto norte- americano MIT envolve a Escola de Engenharia da Universidade do Minho, a Faculdade de Ciências da universidade de Lisboa, as faculdades de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e da Universidade Nova de Lisboa e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Envolve ainda o Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa e o Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa.

Quanto aos laboratórios associados, o acordo, a celebrar pelo Governo português através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, abrange o Centro de Neurociências e Biologia Celular, Instituto de Biologia Molecular e Celular, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto, Instituto de Sistemas e Robótica, Instituto de Tecnologia Química e Biológica e Laboratório de Química Verde.

O Laboratório Nacional de Engenharia Civil é o laboratório do Estado seleccionado para o acordo.

Está ainda previsto que venha a incluir, «num futuro próximo», como laboratório associado o Instituto de Biotecnologia e Bioengenharia e que, «no âmbito da reforma dos laboratórios o estado em curso», venha a integrar investigadores do Instituto Nacional de Recursos Biológicos.

Segundo o texto do acordo, as instituições nacionais, em parceria com o MIT, poderão nos próximos cinco anos contratar professores convidados «de mérito internacional» e investigadores em pós-doutoramento.

O programa prevê ainda que os estudantes, investigadores e docentes em instituições portuguesas colaborem com equipas de investigação no MIT.

Diário Digital / Lusa

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2015

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos