24-10-2006 às 18:48

Coimbra: Super computador «Milipeia» disponível em Dezembro

O super computador «Milipeia», o mais poderoso e rápido instrumento de cálculo do país, deverá estar aberto aos utilizadores, no Centro de Física Computacional de Coimbra, dentro de dois meses - revelou esta terça-feira o coordenador da unidade.

Com 528 processadores, este equipamento da Universidade de Coimbra (UC) gerido pelo Centro de Física Computacional (CFC) tem uma capacidade de armazenamento de informação de cinco mil gigabytes e 1000 gigabytes de memória central.

Financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, o «Milipeia» é «um equipamento único no país» e deverá estar disponível dentro de dois meses para os utilizadores do CFC, da UC e da comunidade científica portuguesa.

Segundo Manuel Fiolhais, coordenador do CFC, depois de, na semana passada, ter sido instalado o «hardware», estão a decorrer as operações de configuração do sistema, para serem instalados os programas.

Segue-se um período de testes de um a dois meses, esperando o professor do Departamento de Física que, em Dezembro, o «Milipeia» possa ser utilizado pela comunidade científica, após uma inauguração formal do novo equipamento.

Física de Partículas, Astrofísica, Matemática, Engenharia, Geofísica ou Física de Matéria Condensada são algumas das áreas em que este super computador vai ser utilizado como auxiliar da investigação, com «impacto no desenvolvimento da ciência em Portugal».

«O facto de a comunidade científica portuguesa precisar de um equipamento desta natureza revela que somos um país que, do ponto de vista científico, atingiu já um certo grau de desenvolvimento», disse ainda o responsável à agência Lusa.

De acordo com Manuel Fiolhais, este projecto foi lançado pelo físico Carlos Fiolhais - actual director da Biblioteca Geral da UC e antigo coordenador do Centro - e por Pedro Vieira Alberto.

A designação do novo equipamento, um investimento global de cerca de 700 mil euros, é inspirada no termo «milipede», que designa os insectos com centenas de patas que, para se deslocarem, têm de avançar de uma forma coordenada.

Diário Digital / Lusa

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2014

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos