28-11-2006 às 18:51

Países da UE têm de reduzir spam num ano, diz Bruxelas

A Comissão Europeia desafiou os países membros da UE para o combate à disseminação de spam, spyware e software malicioso, que geraram uma perda de 39 mil milhões de euros em todo o mundo em 2005.

Se no prazo de um ano os países não conseguirem reduzir a emissão de e-mails não solicitados, a Comissão pondera a criação de novas medidas legislativas para coibir a prática.

A comissária para a Sociedade da Informação e Media, Viviane Reding, realçou que a Holanda conseguiu reduzir em 85% o envio de spam e afirmou que gostaria de ver outras nações assumir a mesma atitude.

«A colaboração de países de fora da União Europeia também é necessária para combater as mensagens indesejadas», lembrou a comissária.

Segundo dados da Sophos do início deste mês, os principais emissores de spam do mundo são os EUA, com 21,6%.

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2014

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos