19-01-2012 às 07:30

Só 56% dos portugueses crêem que democracia é o melhor sistema

Os portugueses estão cada vez mais descontentes com a democracia e são apenas pouco mais dos cidadãos inquiridos (56%) que consideram ser este o melhor sistema político. Preocupante é o facto de quase um em cada seis inquiridos considerarem que um sistema autoritário poderá ser mais benéfico em determinadas circunstânicas.

Os dados constam de um estudo elaborado por António Costa Pinto, Pedro Magalhães, Luís de Sousa e Ekaterina Gorbunova para o Barómetro da Qualidade da Democracia, que será apresentado esta quinta-feira e a que o jornal Público teve acesso.

Questionados sobre a melhor forma de Governo, 56% dos 1.207 inquiridos afirmam que a democracia é sempre preferível, 15% consideram que, nalgumas circunstâncias, um governo autoritário é preferível a um sistema democrático. 10% responde que «para pessoas como eu, é indiferente uma ou outra forma de Governo», enquanto 16% não sabe o que responder.

A falta de confiança nos políticos/governo é apontado como o maior defeito da democracia em Portugal por 19% dos inquiridos. A ineficácia dos governantes é a principal falha segundo 11%, enquanto as desigualdades sociais (10%) e a corrupção (10%) são eleitas como o maior defeito do sistema democrático nacional.

O estudo mostra ainda a descrença nos partidos políticos. Quando questionados sobre «quem dá voz às preocupações dos portugueses» 22% respondem o Presidente da República, 12% optam pelos movimentos sociais de protesto, 10% indicam os partidos políticos e outros 10% apostam nos sindicatos.
  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2014

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos