12-06-2012 às 16:32

Hungria: Laboratório que atestou pureza racial de deputado é denunciado

Um laboratório húngaro foi denunciado na justiça por ter realizado um teste genético para tentar provar a «pureza racial» de um deputado do partido de ultradireita Jobbik, anunciou hoje o Conselho Científico de Saúde (ETT) da Hungria.

«Apresentámos uma denúncia perante a procuradoria porque pensamos que a atividade do laboratório Nagy Gen é ilegal» declarou o professor Jozsef Mandl, secretário do ETT.

«Também informámos o governo, já que consideramos que esta prática é inaceitável e inconcebível do ponto de vista legal e profissional», acrescentou Mandl.

Em março, o site de ultradireita kuruc.info tinha publicado a cópia de um certificado do laboratório genético Nagy Gen Diagnosztika que atestava a pureza racial de um deputado de extrema direita, cuja identidade não foi revelada.

O certificado dizia que o teste não tinha detectado «nenhum traço genético de antepassados judeus ou ciganos».

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2015

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos