12-10-2012 às 09:01

Portugueses voltam a sair à rua este fim-de-semana em protesto contra austeridade

Portugueses voltam a sair à rua este fim-de-semana em protesto contra austeridade

Várias manifestações e concentração contra as medidas de austeridade do Governo estão previstas para sábado, domingo e segunda-feira, em várias cidades do país.

O maior número de protestos acontece no sábado, sendo a manifestação cultural em cerca de 20 cidades portugueses a que deve reunir o maior número de pessoas.

Segundo a rede social Facebook, mais de uma dezena de milhares de pessoas já confirmaram a presença para a manifestação cultural, a decorrer na Praça de Espanha, em Lisboa, a partir das 17:00 de sábado, que vai contar com a actuação de mais de trinta artistas e bandas e com a participação de vários agentes do sector, do cinema à dança e ao teatro.

O protesto, que se junta ao apelo «Que se lixe a troika! Queremos as nossas vidas!», estender-se-á a quase vinte cidades de todo o país, nomeadamente ao Porto, para onde está prevista, por exemplo, a actuação dos Clã, a Aveiro, Coimbra, Faro, Braga e Santarém.

Está ainda previsto, no sábado, um protesto de portugueses junto ao consulado de Portugal em Fortaleza, no Brasil.

A manifestação cultural de sábado vai associar-se ao movimento internacional Global Noise, com recursos a tachos e panelas.

Além da capital, o protesto sonoro também se fará ouvir, em simultâneo, em Braga, Porto, Viseu, Coimbra, Aveiro, Caldas da Rainha, Setúbal, Loulé, Faro ou Portimão, mas também um pouco por todo o mundo. A «hora marcada para fazer barulho» é às 17:00 e às 21:00.

No sábado está igualmente prevista, segundo o Facebook, a manifestação «contra as políticas de austeridade – devolvam-nos a dignidade», em 24 cidades portugueses. Em Lisboa, os manifestantes vão marchar pela Avenida da Liberdade até ao Marquês de Pombal, juntando-se depois ao protesto da Praça de Espanha.

A marcha da CGTP contra o desemprego termina sábado, em Lisboa, com um desfile entre a Praça da Figueira e a Assembleia da República.

Para domingo, vésperas da apresentação do Orçamento do Estado para 2013, na Assembleia da República, estão marcadas duas vigílias junto ao parlamento. Uma delas é convocada no Facebook pelo movimento “ocupar Lisboa”, que convida para um almoço em São Bento.

A outra é marcada pelos indignados de Lisboa e tem início às 00:00 de domingo, prolongando-se até às 18:00 de segunda-feira.

Os indignados de Lisboa dizem que vão ficar «pacificamente» em São Bento até à concentração «Cerco a São Bento! Este não é o nosso orçamento», marcada para as 18:00 de segunda-feira.

O Movimento Sem Emprego e a Plataforma 15 de Outubro são alguns dos promotores da concentração para o dia da entrega do Orçamento do Estado.

«Este não é o nosso orçamento pois só trará mais desemprego, desigualdade e miséria. Por isso, no dia da sua entrega, iremos a São Bento dizer que não o queremos! Exigimos que o Governo de Passos Coelho e Paulo Portas se demita!», escreve a Plataforma 15 de Outubro no apelo à participação da concentração «Cerco a São Bento! Este não é o nosso orçamento».

Diário Digital com Lusa

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2014

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos