27-02-2013 às 14:52   actualizada às 17:50

Com video

«Criaturas» nada «Maravilhosas»

Por Pedro Justino Alves
«Criaturas» nada «Maravilhosas»

«Criaturas Maravilhosas», de Margaret Stohl e Kami Garcia, edições Gailivro, alcançou um êxito assinalável no Mundo dos Livros, inclusive em Portugal (a editora oferece aos leitores do Diário Digital três livros. Veja como ganhar no final do texto). Por isso, a adaptação ao cinema era visto como algo natural. Mas a verdade é que o filme não convence, apesar do seu elenco de luxo, com nomes como Jeremy Irons e Emma Thompson, por exemplo.

«Criaturas Maravilhosas» é uma trilogia que surgiu muito devido ao fenómeno «Crepúsculo». Por isso, estamos perante uma história de amor adolescente. Realizado por Richard LaGravenese, este é, em teoria, o primeiro de três filmes.

Concretamente, acompanhamos a história de Ethan (Alden Ehrenreich) e Lena (Alice Englert). O primeiro é um ser «normal», que sonha em abandonar a pacata cidade onde vive, Gatlin, uma cidade retrógrada e muito pequena para acolher os seus sonhos; a segunda é um ser «sobrenatural», que chega à isolada localidade para enfrentar o seu destino quando completar 16 anos: integrar as forças do Bem ou do Mal.

Lena pertence a família dos fundadores de Gatlin, família que vive isolada da população e é vista pelos locais como próxima das forças negras, obscuras. Deste modo, é com naturalidade que a jovem é rejeitada pela sociedade local, menos por Ethan.

É precisamente essa família que sofre uma maldição há várias gerações, o que significará muito provavelmente que Lena entre na «equipa» das Forças do Mal. Provavelmente porque o casal adolescente tudo fará para que tal não aconteça, contra tudo e todos, inclusive a sociedade de Gatlin e a própria família de Lena.

«Criaturas Maravilhosas» não é mais do que a velha fórmula de sonho de Hollywood: bestseller literário e história romântica adolescente. Provavelmente levará milhões aos cinemas (milhares em Portugal), mas infelizmente o filme não convence. Ou melhor, falha no principal: a história.

Confusa, sem nexo em muitos momentos, com alguns clichés básicos, sonolento, com personagens a surgir de forma inesperada, Ehrenreich e Englert não convencem, etc. As falhas do argumento são inúmeros e isso acaba por ser fatal no cômputo geral, apesar das boas interpretações de Irons, Thompson, Emmy Rossum e Viola Davis (Amma), dos belos cenários e guarda-roupa e dos efeitos especiais, que cumprem na perfeição o pretendido. Ou seja, temos um filme tecnicamente mais do que aceitável. No entanto, a história…

A verdade é que parece que LaGravenese se perdeu na realização, oferecendo um filme de certo modo confuso e, ao mesmo tempo, pouco verossímil, algo fundamental em filmes do género. Em resumo, uma desilusão…

Ficha Técnica

Título: «Criaturas Maravilhosas»
Título original: «Beautiful Creatures»
Realização: Richard LaGravenese
Elenco: Alice Englert, Emma Thompson, Emmy Rossum, Jeremy Irons, Thomas Mann e Viola Davis
Género: Drama/Fantástico
Duração: 124 minutos
País: EUA
Ano: 2013

PASSATEMPO

Para se habilitar a um dos prémios que temos para oferecer basta ligar para 760 104 550

Os prémios serão entregues de 10 em 10 chamadas.

O custo de cada chamada é de 60 cêntimos + IVA.

Só deve participar neste passatempo quem estiver de acordo com os termos definidos.

Para ver os termos de participação no passatempo, clique aqui.

Os prémios devem ser levantados no local até 10 dias úteis após ter sido contactado.

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2015

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos