27-02-2013 às 15:12

Com video

«Zarafa»: a história da primeira girafa que pisou França

«Zarafa»: a história da primeira girafa que pisou França

No mundo do 3D, stop-motion e digital, é gratificante ver um filme de animação tradicional, clássico. «Só» por isso já vale a pena ver «Zarafa», de Rémi Bezançon e Jean-Christophe Lie. No entanto, a história poderia ser menos infantil e não tão simplista…

«Zarafa» promete muito no seu começo, com Maki, de dez anos, a fugir de um acampamento da provável escravatura. Temos depois uma perseguição, com belas imagens, e uma morte que não deixa de causar algum impacto. Logo após estamos no deserto e…

E pronto, toda a magia de «Zarafa» esgota-se nos primeiros vinte minutos. E é pena, pois o filme, que tem como base a relação entre um miúdo africano e a primeira girafa que foi para Paris, prenda do Sultão do Egipto ao Rei de França Carlos X (o objectivo era receber o apoio gaulês no combate com os turcos para a libertação de Alexandria), tinha muito para dar mas acaba por se «adaptar» a um guião simples e sem motivo de interesse, embora aqui e ali possa surpreender o cinéfilo.

«Zarafa» é portanto uma obra sobre as dificuldades que a vida apresenta a todos, seja nas grandes cidades como nos locais mais isolados do Mundo, seja a um miúdo como a um adulto. Sempre com a amizade como o valor mais alto a destacar e sublinhar, amizade que tem o dom de vencer qualquer contrariedade, inclusive a dor da separação. No seu périplo, Maki é ajudado pelo beduíno Hassan, o aeronauta Malaterre, as vacas Mounh e Sounh e a pirata Bouboulina.

Não é que o filme não mereça ser visto, e vale, mas o problema é definitivamente o seu início, que promete muito mas infelizmente não cumpre, deixando alguma frustração no final (no entanto, refira-se que muito provavelmente os mais novos, público alvo da obra, irão apreciar as aventuras do protagonista por África e pela Europa). Falta no entanto o que faz a força de qualquer bom filme de animação: a variedade de níveis de leitura. Lamenta-se portanto não abarcar um público mais amplo.

«Zarafa» é antes de tudo uma obra para ser apreciada em termos visuais pelos adultos, um filme que prova que a animação europeia pode competir com a norte-americana. E é realmente maravilhoso ver um filme de animação clássico, sem as constantes artimanhas tecnológicas de hoje.

Ficha técnica

Título: «Zarafa»
Título original: «Zarafa»
Realização: Jean-Christophe Lie e Rémi Bezançon
Elenco: François-Xavier Demaison, Max Renaudin Pratt, Roger Dumas, Simon Abkarian e Vernon Dobtcheff
Género: Animação
Duração: 78 minutos
País: França
Ano: 2012

Leia outras relacionadas:

  • Imprimir
  • Partilhar

Comentários

Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
PUB
PUB

Mundial 2014

Nelson Mandela 1918-2013

Orçamento Estado 2015

Autarquicas 2013

Síria

CONSULTE OS NOSSOS CANAIS | Newsletter | RSS | Twitter | Facebook | Sapo

Ficha Técnica | Estatuto editorial | Contactos